Anfip admite déficit na Previdência

A Anfip, Associação Nacional dos Auditores Fiscais da Receita Federal, que sempre afirmou não existir déficit na previdência social, admitiu que estava errada. Aconteceu nessa terça-feira (12), numa audiência pública na Comissão Mista de Orçamento. A entidade, inclusive, editou um livro, revendo seus números. Segundo revelou o presidente do Conselho Executivo da Anfip, Floriano Martins de Sá Neto, as contas da Seguridade Social estão, de fato, no vermelho e as despesas superaram a arrecadação em R$ 57 bilhões em 2016. Na avaliação do deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), vice-líder do Governo na Câmara, “acabou a farsa. A oposição perdeu seu principal argumento para criticar a reforma da previdência”.

Além de Floriano Neto, participaram da audiência o ministro do Planejamento, Dyogo Oliveira, o Secretário de Previdência do Ministério da Fazenda, Marcelo Caetano, e o Secretário de Fiscalização da Previdência Social do Tribunal de Contas da União (TCU), Fábio Granja.

“No ano passado, a Anfip dizia que não havia déficit. Seus cálculos estavam errados e não batiam com o buraco de R$ 159 bilhões apontado por consultores legislativos e orçamentários da Câmara e do Senado e pelo Tribunal de Contas da União. As inverdades foram enterradas. Precisamos fazer a reforma, que promove a igualdade de direitos entre trabalhadores comuns, do INSS, e do serviço público. A reforma acaba com privilégios de aposentadorias precoces e milionárias e a população já está entendendo isso e apoiando as mudanças”, afirmou Perondi.

 

Texto: Fábio Paiva

Foto (Cleia Viana/Câmara dos Deputados)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *