Ministro da Saúde anuncia investimentos em Hospitais de Caxias do Sul, Porto Alegre e Passo Fundo

O ministro da Saúde, Ricardo Barros, passou a quinta-feira no Rio Grande do Sul, onde visitou hospitais em três cidades. Em Caxias do Sul, o Hospital Geral, que acumula déficit de R$ 6 milhões, terá um reforço no repasse para R$ 966,5 mil anuais, para atendimentos de média e alta complexidade pelo Sistema Único de Saúde (SUS). Em Porto Alegre, o ministro inaugurou a nova ala de neurocirurgia do Hospital Cristo Redentor, que ampliou de 40 para 70 o número de leitos, a um custo de R$ 4,2 milhões. Na capital gaúcha, o principal ato foi o lançamento da pedra fundamental do Centro de Oncologia e Hematologia do Hospital Conceição. A obra vai começar ainda em fevereiro a um custo R$ 100 milhões.

Segundo explicou o deputado Darcísio Perondi (MDB-RS), que acompanhou Ricardo Barros durante o roteiro, o Governo Federal já garantiu R$ 33 milhões para a obra no Hospital Conceição. A bancada parlamentar gaúcha em Brasília vai trabalhar para conseguir mais R$ 33 milhões no Orçamento de 2019 e igual valor no Orçamento de 2020, ano em que a obra deve ser concluída. O novo centro terá 96 leitos e irá dobrar de 3 mil para 6 mil o número de sessões de quimioterapia. Além disso, será possível fazer transplantes de medula e tratamento de radioterapia pelo SUS. Também foi inaugurada uma subestação de energia elétrica dentro do Complexo do Grupo Conceição, com investimento de R$ 32 milhões. Ainda em Porto Alegre, Ricardo Barros anunciou a liberação de R$ 70 milhões para a Pontifícia Universidade Católica do Rio Grande do Sul, para o Hospital Universitário São Lucas ampliar sua capacidade de atendimento. R$ 42 milhões serão para reforma física e R$ 28 milhões para aquisição de equipamentos.

Depois de passar por Caxias do Sul e Porto Alegre, o ministro Ricardo Barros, acompanhado do deputado Darcísio Perondi e outras lideranças políticas, foi a Passo Fundo, quando conheceu as instalações do Hospital São Vicente de Paulo e do Hospital da Cidade e se reuniu com prefeitos, secretários e gestores da saúde de toda a região Norte. O Ministro inaugurou um acelerador linear, usado para radioterapia, no Hospital São Vicente de Paulo, com investimentos de R$ 2,8 milhões. A instituição é referência em tratamento oncológico, atende a mais de 200 municípios e terá sua capacidade de realizar radioterapia dobrada. O São Vicente recebeu também um aparelho de PET-Scan, que identifica, através de imagens, células tumorais no organismo. “Só Porto Alegre tinha esse aparelho. O Superintendente Executivo, o Ilário Jandir De David, não para de sorrir”, enfatizou Perondi. Depois, no Hospital da Cidade, Barros recebeu o pedido de R$ 7,5 milhões para reforma e ampliação das emergências médicas.

“As pessoas que procuram esses hospitais macrorregionais ganham um reforço excepcional no atendimento. É uma luta vencida pela bancada gaúcha e atendida pelo Governo do presidente Michel Temer, que olha a saúde do Rio Grande do Sul como poucos”, afirmou Perondi. Ainda segundo o parlamentar, o Governo Temer poupa, por conta da Emenda Constitucional que estabeleceu tetos de gastos, para investir em áreas mais importantes, como a saúde.

 

Texto: Fábio Paiva

Fotos: Smartphone do Perondi

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *