Recessão chegou ao fim

O que nas últimas semanas aparecia apenas como uma possibilidade, acaba de se confirmar: a recessão chegou ao fim. O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE, acaba de informar que, depois de 24 meses de queda de produção, a economia voltou a apresentar índice positivo. O PIB (Produto Interno Bruto), que é a soma de todos os bens e serviços produzidos no país, registrou, no primeiro trimestre, percentual positivo de 1,0% em relação ao último trimestre do ano passado. Em valores correntes, a economia do país produziu R$ 1,595 trilhão. Segundo o deputado Darcísio Perondi (PMDB-RS), primeiro vice-líder do Governo na Câmara, os números do IBGE mostram que o Brasil saiu da pior depressão econômica da história, gerada por anos de desmandos e incompetência de governos petistas, que culminaram com retração na atividade econômica de 3,8% em 2015 e de 3,6% em 2016.

O maior responsável pelo crescimento da economia, mais uma vez, foi o setor agropecuário, que apresentou a maior expansão em 20 anos e cresceu 13,4%.  Para Perondi, os números mostram que a política econômica adotada pelo governo Michel Temer está correta e deve ser mantida e fortalecida, inclusive com a aprovação das reformas que o País tanto precisa, como a trabalhista e a previdenciária.

Outro dado positivo, avalia Perondi, foi a sexta redução seguida da taxa básica de juros da economia (taxa Selic), promovida pelo Conselho de Política Monetária do Banco Central. Com isso, os juros, que antes da posse do presidente Michel Temer eram de 14,25% ao ano, chegaram ao menor patamar em três anos e meio, ou seja, de 10,25%.

O otimismo do governo foi transmitido pelo deputado Darcísio Perondi, nessa quinta-feira (1º), a um grupo de investidores nacionais e internacionais, preocupados com a situação atual do País. Perondi disse que a crise política envolvendo Michel Temer também está chegando ao fim e foi fabricada exatamente para impedir a votação das reformas. “O País não parou e a recessão é coisa do passado.  As reformas vão seguir no Congresso Nacional e serão aprovadas”, afirmou o parlamentar.

Os investidores defendem a aprovação das reformas e afirmam que sua aprovação vai significar um “choque positivo para o mercado”, com bancos com mais apetite para emprestar e empresários mais dispostos a ampliar seus investimentos e gerar mais emprego e renda. “Fiquei animado, pois os investidores estão acreditando nas reformas e num Brasil melhor. Aumentou a confiança no mercado. Tem gente querendo que o Brasil pare, mas o Brasil não vai parar. As reformas vão sair e sob o comando do presidente Michel Temer. O País está nos trilhos, mas o caminho ainda é longo e precisamos trabalhar”, afirmou Perondi.

 

Texto: Fábio Paiva

Foto (Rogério Lisboa): Perondi transmitiu otimismo a investidores nacionais e internacionais

Foto (Rogério Lisboa): Perondi transmitiu otimismo a investidores nacionais e internacionais

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *