Ampliação do aeroporto de Santo Ângelo agora é prioridade do Governo Federal

O Comitê Gestor do Plano de Aceleração do Crescimento (GPAC), que lista as obras prioritárias do Governo Federal, aprovou o Anteprojeto elaborado por técnicos do Banco do Brasil e entregue à Secretaria de Aviação Civil (SAC), da segunda etapa das obras de ampliação e modernização do aeroporto Sepé Tiarajú, de Santo Ângelo. “Foi mais um golaço”, comemorou o deputado Darcísio Perondi (MDB-RS), que vem se empenhando em dotar a região das Missões de um aeroporto capaz de receber qualquer aeronave, e assim desenvolver o turismo, principalmente na Rota Jesuítica Guarani.

O próximo passo, segundo explicou Perondi, é o Ministério dos Transportes solicitar ao Ministério do Planejamento o empenho dos recursos, cerca de R$ 44 milhões, dentro do Orçamento do PAC. O objetivo é que isso aconteça no mais tardar no primeiro trimestre do ano que vem, para que as obras possam ser iniciadas ainda em 2019.

A segunda fase da modernização e ampliação do aeroporto de Santo Ângelo inclui a terraplanagem da área operacional, linhas de acesso e pistas de deslocamento de aeronaves, além de novas edificações, como o terminal de passageiros. Na primeira fase o aeroporto de Santo Ângelo ganhou um novo centro de controle, estação de passageiros climatizada e mobiliada, seção anti-incêndio, pátio de estacionamento de aeronaves e pista com 1.670 metros de extensão por 30 metros de largura, com padrão internacional.

 

Texto e foto: Fábio Paiva

Primeira etapa de ampliação e modernização do aeroporto de Santo Ângelo foi inaugurada em julho de 2017

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *