Gaúchos voltam a sonhar com ponte sobre o lago do Rio Passo Fundo

Um sonho de pelo menos quatro décadas está mais próximo de se tornar realidade para as regiões de Campinas do Sul e de Ronda Alta. O deputado Darcísio Perondi (MDB-RS) entrou na luta por recursos e pela construção de uma nova ponte na ERS-211, sobre o lago do rio Passo Fundo, incentivado por lideranças comunitárias, produtivas e políticas, como o ex-prefeito Leonir Antônio Bortulini, de Campinas do Sul. Perondi, que é vice-líder do Governo na Câmara, conversou com o ministro da Integração Nacional, Helder Barbalho, quando tratou do assunto. A ponte está orçada em R$ 16 milhões e tem previsão de 233 metros de extensão. O projeto foi elaborado pela Prefeitura de Campinas do Sul.

Em março de 1971, quando foram fechadas as comportas do rio Passo Fundo e formado um lago de 442 quilômetros quadrados, a ponte que existia ali foi coberta pelas águas.  Atualmente, a travessia no local é feita por balsa particular.

Segundo explicou Darcísio Perondi, a formação do lago também trouxe problemas. Há 47 anos, antes da construção da barragem, a distância entre Campinas do Sul e Ronda Alta era de apenas 18 quilômetros. Sem a ponte, a distância aumentou para 80 quilômetros. “A barragem separou famílias, casais e amigos. Interrompeu e prejudicou negócios. De um lado do lago houve prosperidade com os recursos da energia elétrica, enquanto o outro lado definhava sem a ponte. Agora, líderes regionais voltaram a sonhar. Quem sonha, acorda no futuro e a coragem traz o futuro para o presente”, ressaltou Perondi, que pede maior mobilização das autoridades e lideranças daquelas regiões.

A ponte é importante porque vai ligar as duas regiões a polos maiores, como os de Erechim e Passo Fundo, no Rio Grande do Sul, e Chapecó, em Santa Catarina, onde o tráfego é intenso de veículos e pessoas. Segundo Perondi, por lá escoa a produção de grãos, leite, suínos e frango e a nova ponte vai proporcionar desenvolvimento econômico e social, gerar emprego e renda e atrair novos investimentos para 70 municípios, principalmente do Alto Uruguai e da Zona da Produção.

 

Texto: Fábio Paiva

Foto (Ed Ferreira): Darcísio Perondi com o ministro Helder Barbalho

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *