Nota do PMDB Mulher/RS em solidariedade ao senador Simon

O PMDB Mulher do Rio Grande do Sul manifesta seu irrestrito apoio ao senador Pedro Simon. O Brasil conhece a biografia do senador Pedro Simon que, em 55 anos de vida pública, nada tem a esconder na sua biografia política e econômica, alicerçada no trabalho honesto, ético e respeitoso, ajudando a construir as mudanças necessárias no nosso país.

Lamentamos profundamente a nota divulgada pelo Presidente Nacional do PMDB, assim como de sua Vice-Presidenta quando sugerem aos militantes éticos do partido (que na nota são chamados de dissidentes) que abandonem o partido. Não seriam realmente dissidentes os que visam apenas interesses particulares e usam a sigla do PMDB como moeda de troca?

Sarney conhece a história do MDB e do PMDB, mas não foi protagonista das conquistas que alcançamos com muita luta junto com o povo brasileiro. O restabelecimento da democracia, a liberdade de imprensa, as eleições diretas são conquistas de que não abrimos mão, pois elas custaram a vida de muitos brasileiros. Na história de nosso partido são dissidentes os que praticam atos secretos, os que não defendem a candidatura própria para presidente, os que manipulam decisões partidárias, os que não respeitam a vontade dos milhões de militantes que construíram o partido, não para ser troca de moeda com o governo, mas para representar e defender os reais interesses da sociedade brasileira.

As mulheres peemedebistas do Rio Grande do Sul, conscientes do seu papel e da sua responsabilidade, perante a Nação Brasileira, continuam defendo a ética na política, e não aceitam o papel de dissidentes, pois, nos princípios de nosso partido a ética, a honestidade, a responsabilidade, o compromisso com os trabalhadores que constroem essa nação, são os elementos balizadores das ações de todos militantes que orgulham o PMDB. Os chamados dissidentes, pela direção nacional do PMDB, não deixarão o partido.

A direção nacional precisa afastar aqueles que utilizam o poder que o povo lhes concedeu nas urnas para legislar em causa própria e cuidar de interesses particulares.

Temos a convicção de que o nosso PMDB, que construiu a sua história e tem o respeito do povo brasileiro, inicia mais uma grande batalha. Vamos dar um basta à corrupção. Vamos usar o sagrado direito do voto para renovar o Congresso Nacional.

 

 

1 comentário em “Nota do PMDB Mulher/RS em solidariedade ao senador Simon

  1. No final do ano de 1980 filiei-me ao PMDB. Nos quadros desta agremiação partidária tinhamos nomes como o de Itamar Franco, Franco Montoro, Ulisses Guimarães, Tancredo Neves, Renato Azeredo, Mario Covas, Jarbas Vasconcelos, Iris Rezende, Pedro Simon e muitos outros de mesma envergadura etica e moral. Quando o PMDB passou a ser dominado por pessoas como Renan Calheiros e José Sarney (que foi presidente do PDS, partido de sustentação da ditadura) sai desse partido por não aceitar que o velho e bom PMDB viesse a receber pessoas tão nefastas e corruptas como estes dois acima citados. Sou das Minas Gerais e solidarizo-me com o grande peemedebista, senador Pedro Simon. Gaucho da melhor estirpe.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *